O que você acha da minha ideia de indicar algum som que curto em cada postagem do Cotidiano Cego?

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Relacionamento entre cegos e pessoas que enxergam

Faaaaaaaaala galera!

Minha conexão hoje parece que vai deixar eu postar. rs.

Vou falar hoje de relacionamentos entre cegos e pessoas que enxergam normalmente.

Não falo apenas de relacionamento afetivo, mas também de amizade.

Ambos são ótimos, dependendo da forma em que se dão.

Quando formados por cegos que aceitam bem a cegueira e pessoas que enxergam que consideram o cego como pessoa normal, beleza.

Agora tem as outras vertentes:

O cego que quer estar no meio de gente que enxerga apenas para mostrar que ele pode.

Aí já complica.

Quando falamos em relacionamento afetivo, também temos essas vertentes.

Cegos que aceitam bem a cegueira e que querem se relacionar com alguém legal, independente de ser cega ou não.

Outros cegos, só querem namorar cegas porque só conseguem viver em gueto.

Já outros, só querem namorar quem enxerga, porque são babacas o suficiente pra achar que isso dá algum status.

Em fim: Eu já namorei tanto pessoas cegas, como pessoas que enxergam. Minha atual namorada enxerga.... Isso aí. revelações em pleno blog. rs. Independente

O legal mesmo é o relacionamento entre pessoas. Independente de enxergar ou não.

Já entre amigos acontece uma coisa engraçada.

As vezes esquecem que sou cego! Rs.

Eu acho isso até normal. Acho legal também. É sinal que to agindo tão normal que esquecem.

Outro dia fui num bar que costumo ir sempre. O garçon, na maior naturalidade, abriu um cardápio na minha frente. kkkkkkkkkk.

Só descobri porque os outros ficaram zoando ele. Inclusive eu depois que soube. kkkkkk. Até hoje não esqueço. kkkkk.

Outra coisa legal. Cortando cabelo e no final verificando com a mão como ficou. Isso eu ainda morava no rio.

André... Caramba. Já ia pegando o espelho pra te mostrar. kkkkkkkkk.

Na casa de uma amiga. Precisava ir ao banheiro. Ella pediu para um sobrinho me levar até a porta. Ele abriu, ascendeu a luz, me mostrou tudo e saiu. quando voltamos ao grupo eu sacaneei.

Po. Ele foi super gentil... até ascendeu a luz pra mim! kkkkkkkkkk. Todo mundo riu.

Não que ele tenha agido errado. mas sabe como é né. É a regra. Se eu arrumar um motivo pra zoar eu tenho que aproveitar. kkkkkkkkkk.

Agora eu vou nessa, porque eu to ansioso. A minha namorada diz que é muito visual, mas que teve criatividade. Vamos ver o que ela aprontou. rs. E eu estou preparando ainda a surpresa. Fui.

9 comentários:

Erika Morais disse...

E aí, André! Tudo bem?

O relacionamento entre cegos e videntes tem que ser o mais sincero possível, seja entre amigos ou entre namorados. Eu já fui ignorante o suficiente pra não saber muita coisa, claro, mas corajosa pra perguntar. E, claro, da mesma forma que houve cegos que me responderam as dúvidas de como agir em certos casos, de como eu poderia ajudar, existem os que foram extremamente grossos e insensíveis e que não admitem minhas dúvidas enquanto vidente. A questão não é de que lado você está, e sim o respeito que deve existir. Sempre. Beijos a todos! E todos na luta contra o preconceito!

Zero disse...

André, tem certeza que tua namorada enxerga? Ela tá namorando com vc! rsrsrsrs

TaninhaxD disse...

Primeiro parabenizar o mais novo senhor comprometido do nosso seleto grupo de amigos rsrsrs

Gente meu sobrinho acendeu a luz para ele rsrsrs eu mesma por mais que conviva com ele esqueço que é cego, mas explico.

Ele gosta de sacanear e as vezes ele fala as coisas certas na hora certa então muita gente duvida que o André é cego.

Como exemplo ele queria descer na Consolação para ir ao trabalho, uma senhora disse pronto pode descer já estamos na Av Consolação, ele vira e fala ahh mas vou descer no próximo.
A Sra ficou brava com ele pow rsrsrs ta sacaneando como sabe que é o próximo se é cego ?

Entao ele sacaneia demais rsrsrs por isso apanha agora não pode bater ele namora hahahhaa

Bjs Dé saudades

Pimenta disse...

Oi André, gostei muito do que li, você tem um bom humor invejável.
Mas eu vim aqui vender meu peixe, produzo audiobook.
Na minha humilde tentativa de compartilhar o que amo ( a leitura). Mas achei que sites de livros tem demais, e audiolivros cadê?
Então encontrei minha vocação na net.
Já temos quase 200 títulos para download grátis.
Espero que goste e divulgue essa ideia.
Abraços.

Outsiderwebsurfer disse...

Olá André! Como vai?
Acabo de te conhecer através de uma reportagem de programa matinal.
É um prazer enorme conhecer uma pessoa como vc! Estou aqui do outro lado do mundo, Japão.
Os poucos minutos da reportagem me encantaram pela sua sinceridade, pelo papo reto, pelo tremendo senso de humor. Uma verdadeira lição.
Abraços!

SUROSA disse...

Oi André!Td bem?
Te achei por acaso no google, adorei!!!
Tenho uma amiga com def.visual e estava pesquisando algo qdo vi seu blog...
Adorei como vc escreve e tb tenho coisas pra te contar da minha amiga Marcela, ah... vou passar seu link para ela...pode?
Então, eu sou amiga da mãe da Marcela de colégio,depois de sei lá vinte anos nos reencontramos, ela tem uma Ong..projeto acesso,qdo descobriu que a filha era deficiente visual, deixou a publicidade para participar inteiramente a vida da filha,muito legal...,abriu a ong e ajuda outras crianças.
Bom, o link é http//www.projetoacesso.org.br/linksdowloads.html
Adorei seu bom humor, vamos nos falando,vou te seguir..
abraços
Su

Cristina Sabbag disse...

kkkk eu tenho que comentar isso. Tenho um amigo que é cego e é como o André: o bom humor impera nele. Imaginem que ele mora no nono andar de um edifício com varandas, e quando vamos visitá-lo, ele diz que a varanda é o melhor do ap, que ele comprou o apartamento por causa da vista panorâmica! kkkk e quando saímos juntos, ele quer ser sempre o gps...sabe tudo, mais do que eu que enxergo...kkk

Márcia Nunes disse...

Olá!
Gostei muito do seu blog! Há exatamente quatro dias, conheci alguém muito especial, fiquei apaixonada, é como se fosse amor à primeira vista! Gostaria de aprender mais sobre a rotina de um deficiente visual, para melhor compreender e não ser desagradável, sou meio atrapalhada...rsrsr
Sobre o que a Cristina Sabbag comentou, é verdade! É incrível como conseguem se localizar tão bem.

André Carioca disse...

Olá Márcia!
Legal que gostou do blog!

Espero que consiga esclarecer algumas de suas dúvidas aqui, mas caso alguma fique sem resposta, lembre-se de uma frase chave: "Perguntar não ofende."

Agora, só toma cuidado porque, embora as pessoas cegas passem por algumas coisas em comum, cada pessoa tem também sua rotina individual e suas dificuldades, tão individuais quanto.

Tem uma fórmula que sempre dá certo:

em caso de dúvida, querer ajudar e não saber como, principalmente na rua, duas frases simples te ajudam:

" Você precisa de ajuda?"

Se a resposta for positiva, a segunda frase é:
"Como eu posso te ajudar?"

Não tem erro. Assim a pessoa não será de forma alguma inconveniente e saberá exatamente como agir.

Agora não se ofenda se a pessoa lhe disser educadamente que não necessita da ajuda, pois pode ser que naquele momento ela não necessite mesmo, por vários fatores.