O que você acha da minha ideia de indicar algum som que curto em cada postagem do Cotidiano Cego?

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Cegos, Deficientes Físicos E Loucos



Faaaaaaaaala galera!

O ano está chegando ao seu final.

Há quem creia que o mundo também. Bom. Pelo menos faço aniversário antes e vai dar pra beber antes que por ventura acabe. Kkkkkkk.

Hoje vou falar sobre duas situações que me aconteceram sexta, enquanto ia fazer minha prova do Vestibular.

Isso.... Exatamente.... Em plena Sexta à noite estava eu indo para a faculdade fazer prova de vestibular. Curso semipresencial de Análise E Desenvolvimento De Sistemas... Em fim.

E aí passei por duas situações daquelas corriqueiras, onde colocam, por desinformação, os cegos em uma promoção.

E ela não ocorre somente no Natal, infelizmente.

Por desconhecimento, acho que quando as pessoas veem  um cego, automaticamente já chega logo na cabeça, por desconhecimento,  a promoção:

“Nasça cego e leve uma dificuldade de locomoção e um retardamento mental inteiramente grátis!”

Kkkkkk.

Sério. As pessoas em sua grande maioria acham que quando nascemos cegos, ganhamos de brinde um retardamento mental e uma dificuldade de equilíbrio e locomoção. Kkkkkkkkk.

Olha. Primeiro resultado da promoção.

Estava eu, na estação de metrô, indo para a faculdade.

Passei na catraca e eu acho que alguns funcionários da estação consolação também são cegos, pois não me viram lá. Kkkkkkk.

Nisso uma senhora me ofereceu ajuda até à plataforma.

Chegamos lá, paramos esperando o metrô e ela bateu em algo que estava do lado, dizendo em seguida: Aqui, ó.! Tem um lugar pra você se apoiar......... kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Bengala de locomoção X bengala de apoio. Muitos não diferenciam. Pra todos os efeitos, cegos não conseguem ficar em pé. Ah! Entendi! É por causa dessa promoção então que as pessoas não podem ver um cego que já querem colocar ele pra sentar!

Pois é. Cego ganha, na visão destas pessoas, a dificuldade em ficar em pé de brinde..... Tem que se apoiar. Kkkkkkkkkkkkk.

A prova disso aconteceu na volta.

Entrei no metrô, na estação São Joaquim, e, como de lá até à Sé eram duas estações, já fui com a intenção de não sentar. Afinal, teria só o trabalho de sentar e levantar de novo. Rs.

Eis que uma moça me oferece o lugar:

Você não quer sentar.

Oh senhora! Muito obrigado, mas eu já vou descer na Sé.

Ela pergunta: tem certeza?

Olha..... Me surgiu uma dúvida cruel agora...... Na verdade a dúvida dela era qual? Se eu tinha certeza que não precisava sentar, ou que eu ia descer na Sé? Kkkkkkkkkk.

Fiquei em dúvida.

Sei lá..... Já me aconteceu.

Uma vez voltando pra casa, quando ia chegando o ponto de ônibus onde eu desceria, digo ao motorista:

Motorista, vou descer no próximo.
Quando eu não consigo achar a campainha pra apertar aviso a ele ou ao cobrador, dependendo da posição no ônibus onde estou. Rs.

Aviso ao motorista, ele me dá o ok e fui me encaminhando para a porta.

Nisso, um senhor me pergunta:

“Você sabe onde está?” kkkkkkkkkkkk.

Olha. Me deu uma leve vontade de responder:

Sim. Dentro do ônibus. Kkkkkkkk.

Mas fiquei quieto.

Depois disso não duvido de mais nada e estou curioso se a pessoa queria saber de quais duas certezas que eu tinha. Kkkkkkk.

As vezes a promoção é tão generosa, que nos dá mais um brinde: Surdez.

De vez em quando estamos numa esquina, chega algum filho de uma égua, jumenta ou de algum semelhante e grita no teu ouvido:

VOCÊ QUER ATRAVESSAR A RUA?

Olha. Uma vez meu ouvido doeu tanto que eu respondi: SIM. E VOCÊ? QUER ME DEIXAR SURDO? Kkkkkkkkkkkkkkk.

Lógico! Como tentei ilustrar. Gritei no ouvido dele de volta respondendo pra ele saber a sensação que isso causa e ver se ele se toca na próxima vez. Kkkkkkkkkkkkk.

Mas, quem sabe isso muda antes que o mundo acabe? Kkkkkkkkk.

Um comentário:

Letícia Costa disse...

Pois é, André. E aí a gente tem que ser educado, gente boa, ter paciência... aaaf!!! Sem contar que às vezes são vãos os esforços que fazemos para que as pessoas entendam que somos somente cegos, o que não funciona é só o olhooooo!!! Sem contar que algumas pessoas parece q pensam q somos objetos, q podemos ser empurrados de um lado pro outro. E aí a gente tem q ter o maior cuidado pra não melindrar as pessoas; temos que falar com jeitinho, porque a final, todo mundo só quer ajudar...aaaaaaah, haja paciência!!!!!