O que você acha da minha ideia de indicar algum som que curto em cada postagem do Cotidiano Cego?

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Os cegos e a escrita

Faaaaala galera!

Hoje venho falar de mais um tema polêmico. Cegos e escrita. Ta certo que não escrevo muito bem... Por isso mesmo resolvi falar.

Entendo que vários motivos contribuem para que alguns cegos tenham dificuldades com ortografia. Até a minha geração, o material para leitura era escasso.

Além disso, a visão das famílias e de alguns professores faziam com que não tivéssemos uma cobrança maior nesse sentido. Este segundo fator, creio que ainda exista, infelizmente.


 Como seria ótimo se os profissionais das salas de recursos dessem maior atenção a isso!

No entanto, hoje, tais salas são erroneamente encaradas como sala de reforço e não de apoio. Ainda tem mais essa..... rsrsrsrs.

Mas, no meu ponto de vista.... É.... Sou cego mas tenho ponto de vista..... rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs.

Então..... Voltando.....

Mas no meu ponto de vista, isso não justifica a atual falta de preocupação por parte de muitos cegos, em ao menos tentar escrever corretamente.

A questão não é simplesmente escrever certo ou errado, nu embate entre cultura e falta da mesma.

Vai muito além disso.

Para uma época na qual se busca inclusão social e colocação profissional, escrever corretamente é, ou pelo menos deveria ser, requisito básico.

Me preocupo muito com isso.

Já existe um rótulo de que cego não sabe escrever e, cada vez que não nos preocupamos com a grafia correta das palavras, confirmamos isso.

Essa história de não saber escrever por nunca ter visto a palavra escrita já não cola hoje.

Nossos programas de leitura de telas tem recurso de soletragem, possibilitando conferir a grafia de palavras.

Repito.

Aqui no blog algumas palavras escritas de forma errada serão encontradas. Passei por todas as dificuldades descritas acima.

Hoje, tento correr atrás do prejuízo.

Vocês podem inclusive ver isso na prática.

Se pegarem o histórico do blog verão que em alguns posts eu coloco alguma expressão ou palavra e digo: putz... Será que é assim mesmo que escreve isso?

E o fato mais triste é que, num blog com mais de 170 seguidores, não aparece um pra dizer se tá certo ou não.

Mui amigos vocês. Kkkkkkkkk. Cambada de filhos da puta. Kkkkk. Bom. Agora que eu já xinguei vocês, voltemos ao post. Kkkkkkk. Lógico. Existe as gírias, o tá em vez do está, dentre outras coisas, que são escritas assim propositalmente.

Mas, outras não.

Sabe. Eu to encarando como aquela situação de algum detalhe visual com relação ao cego que todo mundo vê, mas ninguém avisa. Tipo manchas na roupa, alguma sujeira que pode ter ficado após comer algo.... Todo mundo vê mas ninguém fala porra nenhuma, fazendo com que o cego vista aquela roupa manchada de novo porque ninguém avisou.... Volto a repetir....

Mui amigos vocês. Kkkkkkkkk.

É a mesma coisa do cego que escreve blog.

As vezes algo está escrito com a grafia errada, o leitor vê, o cego escreve novamente errado a mesma palavra, o leitor vê de novo e ninguém manda um e-mail avisando, DM no Twitter... Opa... Talvez mandem sinal de fumaça.... É que eu nunca vi. Kkkkk.

Não sei porque, mas, apesar de ser cego, me vejo nessa realidade...

Repito....

Mui amigos, vocês. Kkkkkkkkk.

6 comentários:

Erica Ferro disse...

André, preciso dizer: você é uma figura. Ri bastante com alguns trechos do post. Você é muito bem humorado (me identifiquei com essa parte, porque também sou assim, hahaha). E concordo com você. Eu não sei como funcionam esses programas de leituras, mas já que você diz que há recursos de soletragem, acho que não tem como dar desculpa de não saber escrever a palavra. Claro, ninguém é perfeito e comete erros aqui e acolá, mas é imprescindível que se busque errar o menos possível. Sei lá, eu gosto de buscar uma evolução, sabe?
E pode deixar, se eu ver algum erro no post, eu avisarei. Serei MUI AMIGA. hahahaha

Ri muito disso: "Opa... Talvez mandem sinal de fumaça.... É que eu nunca vi. Kkkkk."

Você é ótimo, André! hahahaha
Um abraço!

Sacudindo Palavras

André Carioca disse...

Erica.

Não poderia deixar de passar aqui para agradecer, Tanto pelos elogios, quanto pela disponibilidade em colaborar.

Valeu mesmo!Quanto ao fato de ser bem humorada, acrescento para você o simpática. Tenho percebido isso pois te sigo no Twitter e acompanho suas postagens.

E é isso aí. Sempre temos que buscar a evolução.

Emilee Mickely disse...

Nossa...
Euzinha aqui, sua mui amiga, sinceramente tenho dificuldades em identificar o que foi erro ortográfico de erro de digitação. Claro que tem algumas coisa que são absurdas e é impossível não perceber que o caro realmente escreveu errado.
Mas fiquei com uma dúvida, os leitores de tela NVDA ou o Jaws, quando usados no programa word, identificam quando uma palavra está incorreta? Para quem enxerga a palavra fica sublinhada de vermelho.
Abraços

André Carioca disse...

Emilee.

O Jaws eu não sei, porque honestamente, a última vez que usei foi em 2008, quando trabalhava dando suporte técnico a ele.

O NVDA, assim como o Orca no Linux ao se digitar no Open Office, Voiceover no Mac e IOS notificam, ao passar por uma palavra escrita de forma errada, dizendo:

Erro ortográfico.

Aqui muitas vezes acaba passando porque na correria digito na página do blog.

Os últimos posts eu tenho digitado num editor para depois copiar e colar, devido à falta de acessibilidade na nova interface do Blogger.

Rodolpho disse...

O jaws também identifica, mas tem que fazer uma configuração que não sei qual é.
Mas resa a lenda que funciona. kkkkk

Amanda Guerra disse...

Meu, que demais!!! Parabéns pelo blog xD

Achei você muito engraçado e gostei muito do texto.

Mas, moço, por favor, não ache que é só um "rótulo" quando achamos que todo cego é analfabeto. É que, muitas vezes, não conseguimos nem conceber que é possível! Eu mesma acabei encontrando esse blog porque escrevi "cego que lê" no Google pra ver se existia... Aí, depois, eu me autoflagelei com um tapão ao lembrar do braile e pensei "pffff, burra, tem o braile, né, dã".

Só que aí cheguei aqui e vi um texto desses, e foi você que escreveu.

Quebra DEMAIS de paradigmas na minha opinião.

Tomara que muitas outras pessoas possam fazer como você!