O que você acha da minha ideia de indicar algum som que curto em cada postagem do Cotidiano Cego?

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Sacanagem Com O Cego!

faaaaaaaaala galera!

Viagem pra Campinas nesse fim de semana.

Fiz todos os trâmites que precisava no sábado pela manhã e, restava uma horapara finalizar minha diária no hotel.

Pensei: Vou aproveitar e dar uma carga no celular, que está no quarto e,ontem, não vi nenhuma tomada lá e não quis viajar com o celular sem bateria.

sim. Eu continuei não vendo a tomada. Nem o camarada que foi me ajudar aprocurar viu. kkkkkkkkk.

Depois de colocar o celular para carregar no banheiro e agradecer ao funcionáriodo hotel que me ajudava até então, fiquei aguardando.
Pensei: Enquanto espero, vou tomar uma cerveja.

Abro o frigobar. Garrafas, uma garrafa que parecia ser de água, algumas quepareciam de coca.

Achei uma lata...... Opa..... É cerveja.... Abri e degustei da melhor formapossível.

Geladíssima, aquele calor de rachar em Campinas.

Aquela breja desceu também que decidi: Vou tomar outra.

Achei outra latinha. Abri e dei aquele gole......... Era uma Fanta Uva.kkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Puta que pariu!

Já que é pra foder, vamo foder direito, né? kkkkkk. Não bastava ser umrefrigerante?

Não.... Além disso tinha que ser uma Fanta uva.... rsrs.

Não quis mais arriscar....... Até porque o meu estômago apitou na hora edentro de poucos instantes, ia viajar.

2 comentários:

Daniel Della Savia disse...

Tá aí uma coisa que deveria ter: inscrições em braille nas latinhas. Como que os cegos vão saber o que estão bebendo?

André Carioca disse...

daniel. Braille nas latinhas não seria viável, porque ele apagaria muito rapidamente.

Principalmente no ato de colocar na geladeira.

O que se deveria fazer é criar algum tipo de relevo diferente na garrafa.

Tipo. Pegue a Skol normal e a Skol beats.

Só em tocar na garrafa você sabe qual é qual.

Se os fabricantes se preocupassem em algo tátil que diferenciasse, seja na argola que abre a latinha ou na borda, não teríamos esse problema.