O que você acha da minha ideia de indicar algum som que curto em cada postagem do Cotidiano Cego?

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Corneta pode ser um bom acessório!

Faaaaaaaaala galera!

Estive afastado por esses dias, devido a uma grande correria, mas agora estou de volta.

Lembro agora de uma época em que eu era mais louco do que hoje... rs. Bom é possível.

Eu cheguei à São Paulo, ou quando vinha na cidade e não tava acostumado com a característica do povo, pois era bem diferente da do Rio.

Numa correria total, as vezes atrazado para alguma coisa, e tentava atravessar a rua e, escutava várias pessoas correndo e era um tempão para conseguir ajuda.

Até eu pegar o macete de mudar minha forma de abordagem para conseguir um resultado mais rápido, a solução que consegui foi uma corneta.

Exatamente.

Se eu saísse do metrô ou quisesse atravessar e ninguém fosse me ajudar, eu começava a tocar a corneta!

Na estação da Luz era impressionante. Imaginem uma corneta tocando no metrô.

Qualquer um faz qualquer coisa pra não ficar ouvindo aquilo... Precisa ver.

Por falta de um, vinha uns 10 ajudar. kkkk.

E eu já tava tão conhecido que uma vez eu saí do metrô o funcionário já gritava, ao me ver colocar a mão no bolso.. Calma aí, já to indo!

Agora uma vez foi demais.

Numa churrascaria rodízio com garçons mal educados, que conseguem o absurdo de passar nas outras mesas e na minha, como éramos cegos, eles estavam passando direto e logicamente, não víamos.

E eu estava sendo o perfeito prejudicado. Meus amigos chegaram antes e já tinham comido. Estavam a mais de uma hora ali.

Só que eu, cheguei mais tarde, quase não tinha comido e os caras passando direto.

Teve uma hora que eu fiquei puto e falei: Pera aí que já resolvo a situação.

Saquei a corneta e comecei a tocar dentro da churrascaria!

Sim... todo mundo deve ter olhado pra minha cara.

E o melhor n foi isso...

Quando eu saquei a corneta e toquei, a galera da mesa de trás começou a gritar: Brasiiiiiiiiiil!

Afinal a minha corneta era aquelas da copa, bem barulhenta.

Lógico que depois disso o garçon veio correndo.

Afinal eles não queriam escândalo em uma churrascaria em Copa Cabana né? rsrsrsrsrsrsrs.

Então se você é garçon de churrascaria, quer preservar o cilêncio, se eu estiver lá vê se me serve direito. Porque uma hora eu posso resolver tocar a corneta. kkk.

Se bem que hoje em dia eu não tenho mais o hábito de andar com ela sempre, mas.

2 comentários:

sandrinho disse...

sandrinho passou por aqui
abraços!

André Carioca disse...

Su, pode passar o link do blog à vontade!

ABS