O que você acha da minha ideia de indicar algum som que curto em cada postagem do Cotidiano Cego?

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

BALANÇAR O ESQUELETO E SE INCLUIR NA DANÇA

Faaaaaaaaaaaaala galera!

agora que eu to reparando isso.

Toda sexta-feira eu to postando algo condizente com o dia.

To gostando disso. Vou tentar seguir isso. Sei lá até quando vou conseguir. Mas provavelmente não utilizarei isso como regra.

Geraldo Magela já dizia:

"O povo não pode ver um cego que já diz: senta aqui!"

Pior que é verdade.

Isso quando a coisa ainda não é mais ridícula.

Se o cego está acompanhado de alguém que enxerga, se dirigem à pessoa do lado e não ao cego, perguntando: ele não quer sentar? kkkkkkk.

Gente. Juro. Não é sacanagem... É bem assim que acontece. Quem é cego sabe.

Normalmente, quem convive comigo eu oriento que não deixe isso acontecer e toda vez que isso ocorrer, educadamente peça pra que a pessoa se dirija a mim...
Rs. Afinal, cego não é surdo, porra! kkkkkkkk.

E isso se extende à baladas, festas, etc.

ah, o cego tá sentado, tá bem.

Será?

As vezes, tem uma galera que está contigo num lugar, vai todo mundo pra pista de dança.... beleza... Legal! tem cego que também gosta de dançar. Meu caso por exemplo.

É... Não sei dançar muito bem. Mas, não to vendo ninguém olhar pra minha cara mesmo.... rs.

E isso as vezes também acontece em festas.

Todo mundo começa a dançar e, normalmente pela visão de que se o cego está sentado então tá bem, ninguém pergunta se o cego também quer participar.

Aliás, já existe uma imagem pré configurada de que cego não sabe dançar.

é. Eu realmente não sei.... Mas, tem cego que sabe.

Na dúvida, balanço o corpo no ritmo da música e vai.... rsrsrsrs.

Agora o cego que sabe dançar é por pura força de vontade dele, e de alguém....

Isso porque, como normalmente as pessoas aprendem os passos de dança? Vendo alguém fazer... Pronto.... Fodeu. kkkkkk.

Já o cego precisa ter força de vontade e de alguém que tenha paciência pra ensinar.

ei... Alguém me ensina? rsrsrs.

Já até peguei com uma amiga o endereço de uma escola de dança e vou ter que partir pra isso, esperando encontrar algum professor ou professora que consiga entender o óbvio. Não vou aprender nenhum passo vendo como faz. kkkkkkkkkkkkkk.

Bom e por falar em música, digo então que não tenho preconceito musical.

Quem lê sempre minhas postagens e me segue no Twitter sabe que eu curto bastante Rock e sons dos anos 70, 80 e 90.

Samba de raíz também curto.

Mas, se numa festa rolar um sertanejo Universitário, Forró eu participo também, ou tento.... kkkk.

Pagode faz correr na veia meu sangue carioca.... sou carioca, po... A.. Esqueci das aspas... Essa frase é da fernanda Abreu.... Tomara que eu não tome um processo agora.... rsrs. Mas se tomar, nem vou ver. kkkkkkk.

Inclusive, hoje mesmo vou a uma chopperia onde costuma rolar um pagodão esperto.....

falar no pagodão, vamo entrar no clima?

assim você mata o papai.

Turma Do Pagode, Camisa 10

Grupo Bom gosto, a casa caiu

Bom. Já esquentamos o clima com os 3 pagodes que eu mais curto, dos mais atuais. rs.

Mas, admiro o Arte Popular e o Raça Negra também... Em fim....

Sem preconceito musical. rs.

2 comentários:

Emilee Mickely disse...

Mas e ai como é que faz pra o cego saber que tá falando com ele? Ninguém vai chegar e falar: Oi cego você quer sentar?
Se falarem "O senhor quer sentar", não tem como o cego saber que está falando com ele.
Seria chato tocar na pessoa pra ela saber que se é com ela que estamos falando??
Ah.. outra dica é, se o cego estiver comigo e perguntarem se ele quer sentar eu respondo: ele eu não sei mas eu quero kkkkkkk
Abraços

André Carioca disse...

emilee.

Tocar no cego para que o mesmo saiba que é com ele que você está falando é fundamental.... Senão, realmente, ele nunca vai saber. rsrsrs.

Além de não ficar chato é algo fundamental. rs.

a não ser que você já o conheça pelo nome. Aí se aproximar dele pode ser suficiente. Mas se não for o caso é exatamente o que tem que fazer. rs.

ah. Outra coisa que normalmente as pessoas esquecem.

sSe estiver conversando com um cego e for se ausentar, avise-o para que ele não pague o mico de falar sozinho achando que você está ali.

E outra:

Normalmente nós pegamos o hábito, isso quando orientados para tal, de falar para a pessoa olhando pra ela.

Seguimos a voz para tal.

Se, ao falar com um cego você for mudar de posição com relação a ele ou local, faça quando você estiver falando, para que ele perceba que você está mudando o posicionamento e precisa olhar pra outro lugar.

É muito comum a pessoa falar, o cego olhar pra lá enquanto ela fala e a pesoa, estando em cilêncio sai da direção e o cego continua lá, olhando agora para a direção contrária. rs.